Aquecendo a relação

Já não é de hoje que o universo das garotas de programa dá tanto ibope. Como entendem do riscado, muitas delas resolveram passar seus ensinamentos adiante em livros. É o caso de Raquel Pacheco, conhecida como Bruna Surfistinha, autora de "O Doce Veneno do Escorpião" e "O que aprendi com Bruna Surfistinha – Lições de uma vida nada fácil", ambos da Editora Panda Books. Seguindo o rastro de Raquel, a também ex-garota de programa Vanessa de Oliveira lançou "O Diário de Marise" e "Os 100 segredos de uma garota de programa", os dois pela Editora Matrix. Como primeiríssima lição para quem deseja inovar na cama, as duas são diretas: esqueça os pudores, normas e regras e diga sim à criatividade. Numa palavra – OUSE!

Quer fazer um homem correr atrás de você? Corra primeiro dele! Homens não enlouquecem por mulheres boazinhas porque elas não causam excitação neles.

Vale tudo?

A máxima "na cama vale tudo", defendida por muitos, é também proclamada por Raquel, mas com uma ressalva: "Vale tudo desde que haja respeito. Ninguém deve forçar ou pressionar qualquer atitude. A cumplicidade é fundamental na vida do casal, inclusive na cama", afirma. Segundo Vanessa, é preciso permitir algumas ousadias e novidades, mas apenas se você gostar. "Nada de violentar-se em prol apenas da satisfação alheia, mas também não fique achando que o fato de você não aceitar será o fim do relacionamento. O importante é se respeitar. Sexo pode ser bom sem ter algumas práticas inclusas nele. Quando o casal tem química, ele se descobre a cada dia".

Mas é preciso um pouquinho de esforço para deixar alguns pudores de lado. "Livre-se urgentemente de tabus e de preconceitos estabelecidos sobre conduta sexual. Na verdade, não existem regras no sexo, o limite vai até aonde você sentir prazer. Ninguém nunca conseguirá estipular regras para aquilo que não depende do senso comum. O limite que separa a loucura do prazer é o limiar de satisfação pessoal", filosofa Vanessa. Isto posto, confira as dicas das meninas!

Loucura, loucura, loucura

Deixá-los loucos por nós é o que todas queremos, certo? Pois bem, então exercite sua autoconfiança. Essa é a dica de Vanessa. "Quer fazer um homem correr atrás de você? Corra primeiro dele! Homens não enlouquecem por mulheres boazinhas porque elas não causam excitação neles. O que gostam mesmo é de mulheres que não podem ser comandadas, dominadas. Definitivamente, eles gostam daquelas que os fazem sofrer", sentencia.

Raquel, por sua vez, acha que para uma mulher enlouquecer um homem realmente, ela precisa equilibrar a rotina e o prazer, isto é, ser independente, carinhosa, cúmplice e companheira em todos os momentos – no dia-a-dia, mas também entre os lençóis. "Um lado complementa o outro. Eles querem ter uma ótima companhia, mas também uma mulher que não tenha pudores na cama. Quando estão com uma, certamente sentem falta da outra".

A posição

As duas ex-prostitutas são diretas: a posição preferida dos homens é a famosa "de quatro". Raquel explica: "É a posição em que os homens ficam com o domínio da situação e, claro, a mulher fica no ângulo preferido deles". Vanessa lembra que essa posição também é indicada para homens com dificuldades de ereção porque ela permite que a penetração ocorra mesmo com o pênis não totalmente ereto.

No ranking das preferências sexuais masculinas, o sexo oral também ocupa lugar de destaque, de acordo com Vanessa. "Não há homem que não goste de receber sexo oral". Unanimidade entre eles também é o desejo de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Se este fetiche você não compartilha, uma alternativa que Raquel dá é você incorporar uma femme fatale. "Eles adoram serem dominados numa situação em que não consigam se defender, como se tornassem reféns sexuais. Para melhorar ainda mais, sugiro que a mulher deixe claro que fará tudo que tiver vontade e ele terá que obedecê-la. Quando eu colocava isso em prática era tiro e queda!", afirma ela, lembrando que você não esqueça as algemas!

Raquel indica ainda fantasias como colegial, enfermeira e mulher-gato. "E, claro, nunca dispense uma boa lingerie, principalmente espartilho", complementa.

Etiqueta na cama

Deixe todos os problemas e complexos com o corpo do lado de fora do quarto. Não existe nada mais broxante que pensar sobre problemas no trabalho e contas a serem pagas no antes, durante e depois. "Na cama, pense apenas em situações sexuais e deixe a mente te levar a imagens que te deem prazer e aticem sua libido", indica Raquel. Vanessa faz coro: "A cama da sua casa não pode se tornar um local traumático, com péssimas recordações e que faça vocês lembrarem situações difíceis. Destine-a apenas para os bons momentos. Assim, deitar nela sempre será sinônimo de satisfação, intimidade e erotismo", completa.

Segundo Vanessa, a mulher não pode nunca ter um ataque ou demonstrar desconforto se ele revelar as fantasias sexuais por mais inusitadas e estranhas que sejam. "Mesmo que seja algo não aceitável segundo sua moral, segure sua boca e não faça expressões de horror porque pode ser que a porta para a intimidade com ele seja fechada e nunca mais torne a se abrir. Se ele confessou suas vontades, procure entender e lhe dê um voto a favor porque essa atitude significa que ele confiou em você. Só não confunda a palavra entender com se obrigar a fazer. Ouça, pense sobre e, mesmo que você vá dizer não a ele, faça e de uma maneira delicada", ensina.

Fingir orgasmo também entra na lista das coisas que devem ser evitadas. "É tão bom atingi-lo, por que então fingir?", questiona-se Raquel. Os homens costumam chegar ao prazer antes das mulheres, mas isso não significa que devemos desistir. "Basta abusarmos da boa vontade do nosso parceiro e exigir a paciência deles conosco. A troca de prazeres é fundamental na cama", diz.

A palavra rotina deve ser riscada do vocabulário do casal. "Sabe aquela coisa do ‘todo dia ela faz tudo sempre igual'? Fica bonito e legal somente na música, entre quatro paredes tem que inovar!", proclama Vanessa. Raquel, que atualmente está casada, afirma que sair da rotina é um esforço diário. "Dizem que em casa de ferreiro o espeto é de pau. Não é o que acontece comigo. Gosto de variar intensidade, ambiente e atitudes. Num dia fazemos sexo romântico e carinhoso, noutro, sexo selvagem com direito a tapinhas, em outro, a famosa rapidinha, ou um 69 e por aí vai… Vamos a motéis, transamos em diferentes locais da casa, ou então abuso de lingeries e adoro fazer strip-tease para ele. Gosto de provocá-lo até não poder mais", lista. Segundo Raquel, falar frases, digamos, mais picantes ajuda muito o processo.

Noite diferente

Quer ousar, surpreender o parceiro e dar uma variada na vida sexual dos dois? Então dê asas à imaginação. A criatividade deve sempre temperar a relação. De acordo com Raquel, é preciso pensar no antes e no depois. Provoque-o durante o dia, por exemplo, preparando-o para as emoções noturnas… "Os homens adoram ser instigados com mensagens inesperadas e provocantes, sem revelar totalmente o que você está tramando". O ideal é que seu companheiro entre no jogo, afinal, nós, mulheres, também curtimos (e muito!) sermos seduzidas.

Que tal os dois irem juntos a uma sex-shop? Assim, vocês poderão escolher brinquedinhos eróticos e testá-los juntos à noite. Um jantar (bem leve, por favor! Senão a noite pode acabar com uma indigestão!) e um bom vinho para esquentar. O importante é que o clima de intimidade se forme.

Aí é partir para ação. "Faça sexo por sexo, não por amor, pelo menos uma vez. Acredite, você vai se divertir. Deixe a luz acesa, esqueça o romantismo e se entregue ao prazer da carne. Seja ousada e não se preocupe com o possível julgamento dele", sugere Vanessa.

Para o depois, Raquel sugere que os dois tomem banho juntos. No chuveiro ou na banheira, é possível criar outras brincadeirinhas e, quem sabe, o clima não esquenta de novo e vocês partem para o segundo round? "Carinhos e mimos têm que fazer parte de depois", ensina ela.

Bem, depois de todas essas dicas, agora é com vocês! Deixem os pudores de lado e caprichem. Ah, e… aproveitem! Ou melhor, como diz a sexóloga e atual Ministra do Turismo, "relaxa e goza"

Fonte: http://www.bolsademulher.com/sexo/aquecendo-a-relacao/

Ler 1199 vezes